RESGATE/REMOÇÃO

Home » RESGATE/REMOÇÃO
RESGATE/REMOÇÃO 2017-06-19T19:09:36+00:00

Resgate/Remoção

Quando é preciso dar início ao tratamento para dependência química ou alcoolismo, o serviço de resgate/remoção da clínica pode ser acionado. Em geral, ele é realizado quando a internação é involuntária ou compulsória.

Ou seja, quando o dependente está indo para a clínica contra a sua vontade, o que pode ser feito por meio de solicitação de terceiro, como um familiar (internação involuntária) ou mesmo por determinação judicial (internação compulsória).

Mesmo assim, o serviço de resgate/remoção pode ser solicitado quando se trata apenas de uma internação voluntária, isto é, quando é o paciente quem decide que deseja receber atendimento. Nesse caso, a razão do serviço é dispor de maior comodidade ao paciente.

Independente da situação em que o serviço for solicitado existe uma equipe capacitada e treinada para abordar o dependente de maneira profissional e com respeito, garantindo a integridade física.

Além isso, a equipe conta com técnicas de convencimento a fim de tornar o procedimento o mais tranquilo e sem traumas possíveis.

E mais, quando o resgate é feito, existe a preocupação de contar com um veículo que não indique que pertença a uma clínica, pois o objetivo aqui é priorizar a discrição.

Quando necessário, a remoção pode ser realizada com uma ambulância.

Quais cuidados é preciso ter?

Resgate/Remoção

O momento da remoção do dependente do local onde ele está é bastante relevante para o posterior sucesso do tratamento pelo qual vai ser submetido.

Isso porque é durante o resgate que acontece o primeiro contato presencial com a equipe da clínica. Se essa ocasião não ocorrer de modo adequado pode criar um barreira para a reabilitação do indivíduo.

Além disso, é na hora do resgate que os profissionais já podem desenvolver uma estratégia de vínculo com o paciente para que o tratamento se inicie o quanto antes e sem resistência por parte do dependente.

Existe ainda um padrão diferenciado quando se faz resgate/remoção de homens e mulheres, sempre dando prioridade à integridade física e psicológica do paciente.